Karate-Do Tradicional www.budokan.com.br Florianópolis/SC


Drogas? Diga não!

Hosted by Via IP


Tatsuo Shimabuku


Tatsuo Shimabuku
(1908-1975)

Considerado como um artista marcial extremamente criativo e inventivo, Shimabuku Sensei nasceu filho de um fazendeiro em 1908 com o nome de Shinkichi, nome que ele abandonaria para assumir o nome de Tatsuo, que significa menino dragão. Shimabuku Sensei era conhecido por seu amor à arte e por nunca perder a oportunidade de aumentar seus conhecimentos sobre artes marciais. Embora fosse um tradicionalista, elas nunca o impediram de ir além da forma ortodoxa do Karate de Okinawa.

Seu primeiro contato com as artes marciais se deu por seu tio Gajoko Choyu, que o iniciou no Shuri-Te aos 8 anos de idade e com quem permaneceu como aluno durante os próximos seis anos.

Após este período, Choyu o levou até outro grande mestre de Shuri-Te, Chotoku Kyan. Shimabuku estudou sob a tutela de Kyan por cerca de 20 anos e com ele aprendeu os katas Wansu, Kusanku e Chinto (Tinto) e ainda travou seu primeiro contato com o Kobudo.

A curiosidade de Shimabuku o levou a querer aprender o Naha-Te. Ele tornou-se aluno de Chojun Miyagi, fundador do estilo Goju-Ryu. Com ele aprendeu os katas Seiunchi e Sanchin. Ninguém sabe ao certo quando o treinamento de Shimabuku começou com Miyagi ou por quanto tempo ficou como seu aluno. O que se sabe é que o relacionamento dos dois continuou até a partida de Miyagi para a China a fim de aprimorar sua técnica.

Com a partida de Miyagi, Shimabuku foi acolhido como aluno por Choki Motobu Sensei voltando a treinar Shuri-Te. Este período de estudos pode ser considerado o divisor de águas da formação do Isshin-Ryu. Motobu o ensina a sua afamada versão do kata Naihanchi e Shimabuku tem como companheiro de treinos o grande mestre de Hsing Yi, Tong Gi Siang. As sutis diferenças que o Isshin-Ryu apresenta com relação a seus estilos irmãos surgem neste período. Ainda nesta época, ele começa a treinar Kobudo com Taira Shinken Sensei. Shimabuku era hábil com todas as armas, mas tinha uma habilidade especial com o Bo.

Por volta de 1940 Shimabuku começa a ensinar sua forma de Karate, porém seu estilo ou método ainda não tinha um nome oficial, sendo considerado como uma mescla dos estilos Shorin-Ryu e Goju-Ryu. Sua fama já alcançava todo o arquipélago das Ryukyu e ainda assim ele não abandonou deu ofício como fazendeiro. De dia ele cuidava de sua plantação e a noite treinava e ensinava Karate. Assim foi sua vida até o dia 7 de Dezembro de 1941, quando a marinha japonesa atacou Pearl Harbor.

Durante o período da Segunda Grande Guerra, Shimabuku se refugiou no campo tentando evitar o exército japonÍs, pois a guerra não estava de acordo com aquilo que ele acreditava. Sua fama como excelente karateka fez com que pesadas buscas fossem empreendidas pelas forças japonesas afim de encontrá-lo. Por fim Shimabuku fez um acordo com o comandante das forças japonesa, ele ensinaria seu Karate ao exército, porém se manteria civil. Assim ele conseguiu sobreviver à guerra.

No período pós-guerra, e por aproximadamente sete anos Shimabuku ensinou de maneira exporádica e informal. A guerra lhe custou muito caro, ele estava falido, sem ter onde morar e havia perdido seu pai em um dos bombardeios americanos. Mas sua fama de novo se espalhou e atraiu mais alunos e no começo dos anos 50 ele já estava estabelecido e ensinando em seu novo dojo na aldeia de Chum. Neste período Shimabuku fez uma demostração pública que deu notoriedade a ele entre os soldados americanos, e ainda formalizou sua escola, a batizou de Isshin-Ryu e tomou a Mizugami, deusa dos mares da mitologia okinawense, como símbolo de seu Karate. Logo depois Shimabuku se mudou para Agena onde começou a ensinar o Karate aos americanos.

Assim o Isshin-Ryu foi a primeira arte marcial a chegar aos EUA e se espalhou rapidamente por causa dos fuzileiros e soldados da força aérea que treinaram em Okinawa. Ainda hoje o Isshin-Ryu é o estilo mais íntegro e tradicional e de maior penetração de Karate nos EUA. Shimabuku fez inúmeras viagens para os EUA durante a década de 60 para demostrações e acompanhamento de seus alunos.

Tatsuo Shimabuku Sensei faleceu a 30 de maio de 1975, aos 67 anos de idade. Diferente de outros estilos, ele não deixou nenhum documento escrito designando como o estilo deveria ser ensinado e nem apontou ninguém para tomar seu lugar. Ele não acreditava em regras e rompeu cada uma que achou inadequada ao seu estilo de vida. Assim era o mestre, ele quis que o estilo fosse como o homem, mutável e adaptável, ele não deixou nada escrito exatamente para que o estilo se adaptasse ao praticante. Este é seu grande legado.


Fontes consultadas




Voltar Copyright © 1997-2002 BUDOKAN - Todos os direitos reservados Topo